De bem com a Vida

Thoughts, stories and ideas.

Tatuagem: é a vida meus amigos.

Depois de vários e vários dias, resolvi escrever de novo! :) Já faz um tempo que tinha vontade de escrever sobre isso e depois da minha última tatuagem criei coragem.
Tatuagem é sempre um assunto muito polêmico, principalmente entre as pessoas mais velhas. O pessoal mais jovem gosta bastante, mas ainda existe preconceito entre os jovens também.
Eu tenho 4 tatuagens - Um gato preto nas costas, uma joaninha no pulso, uma borboleta no pé e a última é uma Hamsa com um elefante no braço. Eu sou apaixonada por tatuagens, me falta mesmo é coragem pra fazer mais.
No início sempre pensei que poderia me atrapalhar profissionalmente. Como advogada e como funcionária pública. A gente sabe que existem várias restrições profissionais quanto a isso. No meu caso é um pouco diferente: nunca quis ser funcionária pública, mas como advogada em outros escritórios, elas deveriam ser sempre em lugares que eu pudesse esconder caso precisasse.
Como sou proprietária do meu negócio hoje, eu acabo vivendo com os fatos atuais. Eu faço o que eu quiser com o meu corpo. Ele é meu e ponto. Então revolucionei e fiz uma gigante no braço (para os meus padrões né hehe) - até porque não pretendo advogar por muito tempo!

(Ah, e meus clientes que viram por baixo do terno ou da camisa, adoraram!) Se eu tiver que procurar outro emprego algum dia, como vai ser? Absolutamente normal. Eu não me livro da gordura da barriga porque os outros acham feio. Eu não me livro de um nariz comprido porque ele é grande de mais. A tatuagem já faz parte do meu corpo e é assim que eu sou agora.
De qualquer forma, ninguém pode ser demitido por ter alguma tatuagem e isso é bem discutível. Hoje em dia a gente encontra muita gente com tatuagem: juiz, desembargador, promotor, apresentador de tv, jornalista, doméstica, médico, advogado, etc.. Isso já não é mais um obstáculo profissional. - É claro que existem exceções né gente.
Eu sei que muita gente não entende, mas tatuagens são feitas pra embelezar. Tem pessoas que fazem por fazer, acham um desenho bonito e querem carregar aquilo consigo pra sempre. As minhas sempre carregam algum significado.
Meu gato preto foi a primeira que eu fiz e eu sou absolutamente apaixonada por ele. Eu sempre amei gatos e nada mais natural do que carregar eles sempre comigo. O gato preto não é sinal de azar coisa nenhuma, parem com essa bobagem.
Minha borboleta no pé vem com a letra do meu nome e significa liberdade. A minha joaninha no pulso significa boa sorte.
Minha Hamsa tem um significado bem importante pra mim. Ela significa "mão de Deus" e proteção. Pro judaísmo é um símbolo contra o mau olhado. E o elefante significa força.
Enfim, a cada tatuagem que eu faço, mais vontade eu tenho de fazer outras mil pelo corpo! To aperfeiçoando a ideia de fazer uma no braço agora, só preciso encontrar o desenho certo.
Esses dias li uma reportagem sobre as perguntas mais clássicas sobre tatuagem, dei risada porque são exatamente essas:
1)  Dói? - Pra caralho! São agulhas injetando tinta na tua pele. Mas vale cada segundo e cada centavo.
2) E quando tu ficar velha? Coisa feia.- Feio é roubar e não poder carregar. A gente fica velho e tudo fica velho junto! Que diferença vai fazer ter uma pele cheia de rugas limpa ou com uma tatuagem? Eu ainda vou ser uma tiazona moderna e meus netos vão me achar liberal pro meu tempo hahaha Qual o problema de ser uma senhora idosa toda tatuada? A gente carrega as marcas da vida, a bagagem vem junto sempre.
3) É muito caro, que horror!- Me desculpem, tatuagem boa é tatuagem CARA! O tatuador não é um maluco que sai pintando todo mundo. Ele é um artista! Um cara que estuda muito e tem o dom e a habilidade de fazer um trabalho lindo. O material dele também é caro. Ou tu prefere que ele te dê um desconto e use algo de segunda linha? Eu não, obrigada.
4) Pode tatuar nome de namorado/marido/companheiro?- Pode. Mas não faz isso, pelo amor de Deus. Sério, uma hora ou outra, todo mundo se arrepende.
Conclusão de tudo: Façam o que tiverem vontade. Escolham bem o que vocês querem marcar na pele, porque é pra sempre (existem processos pra retirar, mas me disseram que é bem caro e doloroso). Escolham MUITO bem o tatuador. Eu fiz as primeiras com 18 anos, não me arrependo de maneira alguma, mas se fosse hoje escolheria outro tatuador. No fundo, todo mundo queria ter a coragem de fazer.  Vou colocar umas fotos da minha última tatuagem aqui e dá pra ver um pouco como é feito. No final coloco os contatos do meu tatuador.
Chega de preconceito com uma coisa tão normal e tão bonita. Arte na pele também é forma de expressão gente. Aceitem. :)

Chico Morbene - Verani Tattoo Clica no link e pega telefone e endereço se quiser.
Espero que tenham curtido! Beijos!