De bem com a Vida

Thoughts, stories and ideas.

Como trouxemos o Klaus e o Dexter para o Canadá

Oi oi people! 

Esse post é um dos mais pedidos aqui no blog: como trouxemos os gatos para o Canadá. Então, resolvi escrever um pouco aqui pra vocês e contar como foi essa aventura de tirar o fôlego!

Eu estou editando um vídeo para o youtube explicando pra vocês como fazer tudo. Aqui vão ser só alguns pontos importantes pra vocês terem em mente como funcionou e quanto custa em média.

Nós passamos muitos meses lendo várias matérias e blogs de pessoas aqui do Canadá pra saber como faríamos pra trazê-los. Um deles foi o da Gaby no Canadá. Ela conta toda a jornada pra trazer o cachorrinho dela pra Toronto. Sobre Calgary, como sempre: NADA!

A princípio, nós pensamos em transportá-los como bagagem de mão na cabine conosco. Essa decisão perdurou por alguns meses até que conversamos com outras pessoas que também estavam mudando de país e iriam levar os seu pets. 

Eu sabia que seria difícil, pois é complicado com o Klaus, que chora O TEMPO INTEIRO. Mas estávamos dispostos a assumir os riscos e os olhares das pessoas dentro de uma avião por várias horas. 

Eis que mesmo antes de saber a data definitiva da viagem fomos surpreendidos com a informação de que eles eram MUITO GRANDES para ir na cabine conosco. Não poderíamos levá-los sob os nossos cuidados. Era necessário que despachássemos eles como bagagem

Eu fiquei muito assustada e preocupada. Não dormia de noite pensando como faríamos e claro, preocupada com eles. E todo mundo perguntando como iríamos fazer. Isso enche muito o saco. Fora as pessoas que perguntavam se não podíamos deixar os gatos, se ninguém poderia ficar com eles.

ISSO, É UMA DAS COISAS MAIS REVOLTANTES PRA MIM. Não, eu não podia deixar os meus gatos, eu não queria deixar os meus gatos e eu ficava extremamente OFENDIDA com quem dizia isso. Você deixaria seus filhos? 

Eu sempre pensava: eu estou indo pra um lugar completamente diferente, sem amigos e sem o restante da família.. ou seja: eu precisava da minha família por perto. E a minha família é o meu marido e meus dois filhos, meus dois gatinhos que são tratados aqui em casa assim: como filhos. E serão tratados assim pelos seus irmãos, quando eles vierem ao mundo um dia.

As pessoas precisam nos respeitar e saber que existe um limite entre ser inconveniente e querer ajudar

Fora isso: COMEÇAMOS A NOSSA PESQUISA ATRÁS DE EMPRESAS PARA TRANSPORTE

Fizemos vários orçamentos e tudo era ABSURDAMENTE caro. Quando soubemos da data da mudança, não tínhamos o que fazer.

Tínhamos que mandar eles de qualquer maneira.
Resolvemos fechar o negócio com a MM CARGO (Vou colocar no final os contatos pra quem tiver interesse). E sim, foi super caro. Pagamos em média R$8 mil reais para o transporte dos dois felinos.

O que incluía nesse serviço? aéreo e documentação.

Vou listar as informações por pontos, eu acho mais interessante assim. 

  • Tivemos que comprar as caixas de transporte autorizadas pela companhia aérea que eles iriam viajar, no caso a UNITED, que tem um compartimento chamado PET SAFE pra levar os pets em segurança. Pagamos R$635,00 cada caixa, fora o valor da empresa. A própria MM Cargo nos enviou as caixas, pois elas não são vendidas em Porto Alegre. 

  • Arrumamos tudo e entregamos os gatinhos na TAM CARGO que fez o transporte nacional deles pelo valor de R$330,00. Foi a maior dor do mundo deixá-los lá chorando. Eu precisei enviar 500g de ração anexadas na caixa, pra que eles pudessem comer a ração a qual estavam acostumados. 

  • A MM Cargo retirou os animais no aeroporto de Guarulhos em São Paulo e eles passaram a tarde com eles. Foram examinados por veterinários, passearam fora das caixas e beberam muita água. Os trâmites de documentação foram todos feitos pela própria empresa. Nós só providenciamos cópias autenticadas das carteiras de vacinação (para o embarque nacional) e os originais foram enviados uma semana antes para a MM cargo (para o embarque internacional é necessário que sejam as originais). Os atestados de saúde médica, nós providenciamos também (que foram muito fáceis, pois a empresa nos encaminhou os modelos prontos, preenchemos tudo e a veterinária deles assinou). Os atestados do departamento de zoologia do brasil foram providenciados pela empresa. 

  • Na mesma noite, Klaus e Dexter embarcaram com destino a Atlanta nos Estados Unidos para a conexão. Lá foram examinados novamente por veterinários e fizeram a imigração americana. Durante todo o trajeto eles puderam comer e beber água. As caixas precisam ser grandes e eles precisam poder ficar de pé sem bater as cabeças e poder dar uma volta no corpo sem se bater. Compramos umas maravilhosas para eles se sentirem bem. Eles não podem viajar na mesma caixa. 

  • Embarcaram depois de 15 horas nos EUA pra Calgary, Canadá. Na chegada são examinados novamente. Um amigo do Fernando os retirou no aeroporto junto com a documentação. Eles foram pra casa de outro amigo do Fernando aqui para poder esperar aquela noite pela nossa chegada. 

  • Nós podemos rastrear todos os vôos deles e onde as caixas estavam. A empresa nos forneceu informações o tempo todo e foi muito atenciosa conosco. A pessoa que cuidou do nosso processo foi a Lorraine e nos ajudou muito. 

  • Quando chegamos em Calgary, fomos buscá-los após o almoço e os trouxemos para casa. Finalmente estávamos todos juntos. 

Claro, importante contar que a contratação de uma empresa para despachá-los foi uma escolha nossa. Você pode fazer os trâmites e resolver tudo sozinho. Eu e meu marido preferimos a segurança de uma empresa que sabia o que estava fazendo.

Se alguém ficar com alguma dúvida ou quiser trocar informações, entra em contato comigo por e-mail - marianaday@gmail.com - que eu vou ter o maior prazer em ajudar! :D 

A adaptação deles na casa temporária foi gradual e aos poucos foram se acostumando com o ambiente, a troca da comida, das caixas. Hoje, finalmente, estamos na nossa casa e eles já estão super adaptados.

Estamos muito felizes aqui. 

Zé nos ajudando a levar os bebês pro aeroporto.

Prontos pro embarque

Chegada em São Paulo

Já em Calgary na casa dos amigos que ficaram com eles por uma noite

Todos juntos na casa provisória

Já adaptados na nossa casa atual

CONTATOS DA MM CARGO LOGISTICS

Espero que vocês tenham gostado e até a próximo post! E não deixe de curtir a página no Facebook, de seguir no Snapchat (marianabday) e no Instagram. Por lá eu escrevo várias dicas sobre a cidade de Calgary, AB, Canadá, onde eu moro atualmente, e outras dicas gerais e aleatórias sobre o Canadá. E claro, se você gostou desse post, não deixe de compartilhar.