De bem com a Vida

Thoughts, stories and ideas.

Gravidez no Canadá - family doctor

Oioi people!

Bem-vindos a mais um post dessa nova série sobre maternidade.

Muitas pessoas vieram me perguntar como funciona agora que eu estou grávida por aqui. Então, eu trouxe algumas informações pra vocês. Se alguém tiver algo pra acrescentar, por favor me avisa.

Pra quem não sabe, aqui a nossa primeira consulta pra confirmar a gravidez e o início do acompanhamento gestacional começa com o médico da família.

O médico da família é um clínico geral que te acompanha sempre, pra qualquer coisa, qualquer sintoma, qualquer doença, reclamação, é com ele que tu vai consultar. Se tu precisar de um especialista, ele vai te encaminhar.

No caso da gravidez, o médico de família geralmente te acompanha até a vigésima semana (20 semanas). É ele que vai solicitar todos os exames iniciais, é ele quem vai te examinar e te dar todas as primeiras instruções. Ele é basicamente a pessoa que tu vai confiar nesse início de tudo.

Por isso é bem importante que tu esteja bem confortável com o teu médico. Muitos brasileiros aqui em Calgary se sentem desconfortáveis porque não conseguem falar o inglês e por consequência não entendem o que o médico quer falar.

Existe apenas um médico brasileiro que clinica aqui e uma médica obstetra que fala português. Isso as vezes é um grande impeditivo para que as pessoas se sintam bem.

Meu primeiro médico de família falava inglês e espanhol, nós nos comunicávamos através do inglês, quando era apenas eu, ok.

Na primeira consulta, o médico de família pede um exame de urina, que tu faz na hora, e ele já faz a confirmação da gravidez ali mesmo no laboratório (se ele tiver um na clínica, é claro). Isso foi o que mais me chamou atenção, sem exame de sangue pra confirmar a gravidez.

Ele faz o exame, confirma e já te diz: Parabéns, tu continua grávida. haha Ele me fez três perguntas cruciais e importantes pra gente poder continuar o acompanhamento:

  • Você quer manter essa gravidez? - Pra quem não sabe, o aborto é legalizado no Canadá e você tem sim a opção (que só cabe a mulher decidir aqui) de terminar a gravidez caso ela seja indesejada. Aqui tem um post muito completo sobre o assunto se você quiser saber mais.

  • Você tem os seus exames preventivos atualizados? - Se os seus exames foram feitos num período de até 3 anos atrás, tudo certo. No meu caso eles foram feitos em Outubro de 2015, então ele não pediu que eu fizesse novos, pelo risco de poder ocasionar algum dano ao útero.

  • Você está feliz com essa gravidez? - Eu achei essa pergunta muito delicada, muito atenciosa. Eles se preocupam se você vai ter um suporte para essa gravidez acontecer de maneira saudável.

Depois disso, continuamos a nossa conversa. Ele me solicitou todos os exames de sangue do mundo, incluindo HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis, colesterol, açúcar, etc.

Na mesma consulta ele já me deu a requisição para as três ecografias que serão feitas durante a gestação. Sim, apenas três e isso eu conto em outro post mais detalhado pra vocês.

Por fim, ele me passou várias instruções sobre como funciona o sistema de saúde canadense para as gestantes, sobre a escolha de um médico obstetra ou de uma enfermeira obstetra, sobre a escolha do hospital onde meu bebê vai nascer, como vai ser a rotina das consultas e etc. Isso tudo vai estar em um único post bem explicadinho pra vocês entenderem melhor também, porque o que me foi explicado não é exatamente como tá acontecendo na prática. Então eu quero poder contar na prática como tá sendo tudo.

No final da consulta ele me entregou um material fornecido pelo governo de Alberta sobre gestação e sobre os anos iniciais do bebê. Pediu que eu começasse a ler e marcasse as minhas dúvidas para a próxima consulta.

Ainda, ele te informa que os resultados dos exames vão direto pro sistema dele e eles me ligam caso tenha algo de errado pra tu voltar lá e conversar sobre o que vai ser feito.

Meus exames foram feitos na mesma semana da consulta e na segunda-feira seguinte eu precisei retornar ao médico. Eu tenho uma alteração na tireóide, então preciso tomar remédios pra regular. Essa foi a única alteração dos meus exames, o restante estava tudo em ordem e bem.

Nos exames a gente já consegue saber de quantas semanas é a gestação e eu descobri a minha com 5 semanas, bem cedinho.

Ele já me receitou remédios para o vômito e o enjôo constante, vitamina pré-natal e estabeleceu o meu "due date", que é a data prevista para o parto. Meu bebê vai nascer no verão e eu não podia estar mais feliz com isso.

Após a 12 semana, final do primeiro trimestre, eu resolvi trocar de médico de família e aqui a gente pode fazer isso sempre que quiser.

No próximo post eu explico melhor pra vocês os meus motivos e como tudo tem acontecido por aqui.


Espero que vocês tenham gostado desse post e não deixem de curtir a página do blog no Facebook, de seguir no Snapchat (marianabday) e no Instagram.

Por lá eu escrevo várias dicas sobre a cidade de Calgary, AB, Canadá, onde eu moro atualmente e outras dicas gerais e aleatórias sobre o Canadá. E se você gostou desse post, não deixe de compartilhar.

E claro, não deixe de sugerir novos temas pro blog. Eu vou adorar conversar e escrever mais sobre o assunto que vocês queiram saber sobre a cidade de Calgary e o Canadá em geral.

Obrigada e até o próximo!