/ livinginyyc

Living in YYC: Bairros em Calgary - Bridgeland, a Terra da Ponte e Portal da Zona Leste por Rafaela Santiago

Minha mãe chama o bairro da Mooca em São Paulo como o "Portal da Zona Leste". Bridgeland é similar a Mooca em vários aspectos.

Primeiro, porque é a primeira estação da linha azul, que vai para o lado Nordeste (NE) de Calgary. Segundo, porque tem a conveniência de estar perto do centro, mas afastado o suficiente para nao ter tanto agito. Terceiro porque tem vários comércios que realmente dá para ir a pé, sentar na pracinha, tomar um café com mesinhas ao ar livre, e curtir.

O fato de estar "razoavelmente" perto de um centro de reabilitação faz com que algumas casas, inclusive a que eu morei, tenham barras nas janelas. Isso foi algo que eu não esperava encontrar em Calgary.

20161007_155123

Contudo, durante todo o tempo que eu estive lá nunca aconteceu nada. Mas realmente os vizinhos ficavam meio que vigiando o que os outros estavam fazendo (inclusive quando eu esqueci a chave de casa e tive que ficar esperando do lado de fora).

O bairro tem vários "infills". Significa que varias casas tradicionais (maior parte bungalows) são demolidos para dar lugar a coisas novas. Eu como arquiteta adoro! Tem duplexes (uma casa embaixo e outra em cima), side-by-sides (casas geminadas, geralmente de 2 andares), apartamentos, ou secondary suites (como se morassem 2 famílias em uma casa, o que pode ser o aluguel de um basement separado, por exemplo).

20160909_200706

20160909_201353

20161031_072535

Desculpem a quantidade de termos em inglês, mas isso decorre que toda essa reestruturaçãoo é nova. Por ser um bairro consolidado, com uma comunidade relativamente forte, a prefeitura tenta aprovar usos urbanos que comportem uma densidade maior sem provocar a ira das pessoas que querem apenas uso residencial.

Pessoalmente eu concordo com a municipalidade, e acredito que o fato da Avenida 1 ter vários comércios é o que cria o ambiente agradável de Bridgeland, mas isso eh uma discussão talvez para outro post.

Em questão de transporte, Bridgeland é bem acessível. O ônibus 19 vai para o SAIT em pouco tempo, questão de minutinhos mesmo, o ônibus 5 passa pelo centro e depois vai para Kensignton, e é possível ir a pé até a estação de Bridgeland.

A única coisa que me incomodava um pouco, e se você for estudar no SAIT ou na UofC, talvez possa te incomodar também, é o fato de ter que trocar de trem no inverno. Apesar de ser apenas uns minutinhos no frio, acaba incomodando quando você tem que passar por isso todo dia.

Contudo, a proximidade com o Malborough Mall e Sunridge Mall permite que você faça todas as suas compras super rápido. Eu ia até McKnight station para ir no superstore no inverno mesmo sendo mais longe, mas porque era literalmente ao lado da estação e eu não precisava andar tanto.

Uma coisa excelente para quem gosta de badalação: Beakerhead. Apesar do evento de ciência e tecnologia acontecer na cidade inteira, quase todo ano a praça de Bridgeland participa. É muito bom ter food trucks, música, arte, cinema e espetáculos em geral acontecendo no quintal de casa.

20160917_221050

20160917_221908

20160917_222027

Às vezes a comunidade em si se junta simplesmente para fazer um tour, networking, cuidar das crianças, ou assistir um filme ao ar livre. Se você quer uma vida cultural, eu recomendaria MUITO bridgeland. Uma das coisas que me fazia sorrir todos os dias era ver o sinal do Bridgeland Market com alguma frase engracada no luminoso, como no dia de Haloween que eles citaram o Frankenstein "Its Aliiiiiiive".

20161031_071615

Além disso, se você gosta de comida orgânica, local, e eticamente correta, você precisa viver aqui. Nao só o Bridegland Market, mas também o Bush Lane Market, e o mercado semanal em uma outra praça vendem produtos de altóssima qualidade, com preço justo, e às vezes unicos na cidade inteira. Já ouvi pessoas de outro canto da cidade comentarem sobre o Bush Lane Market como referência para comida, principalmente sem glutem e sem lactose.

20160909_200956_HDR

20160909_201452

20160926_071407

Digamos assim, Bridgeland tem vários pontos positivos e negativos. Positivos porque é razoavelmente barato, casas novas e com design contemporâneo, perto de tudo, com vida social agitada, com ótimos mercados locais e com comida orgânica. Apesar das barras nas janelas terem me assustado, acredito que outros locais de Calgary são muito mais perigosos, e eu jamais senti medo andando por ali. Fica a dica ;)

Mais uma prova do que eu falei: acesse aqui para mais informações.

Muito obrigada e até o próximo.


Captura-de-Tela-2018-05-09-a-s-9.41.47-PM


Não deixem de curtir a página do blog no Facebook e no Instagram e de acompanhar o nosso canal lá no YouTube.

Por lá eu escrevo várias dicas sobre a cidade de Calgary, AB, Canadá, onde eu moro atualmente e outras dicas sobre o Canadá. E se você gostou desse post, não deixe de compartilhar.

E claro, não deixe de sugerir novos temas pro blog. Eu vou adorar conversar e escrever mais sobre o assunto que vocês queiram saber sobre a cidade de Calgary em geral.

Até o próximo!